Nazca

Nazca
Muito mistério e históricas pirâmides

Nazca (ou Nasca) está localizada no centro-sul do Peru, à margem direita do rio Aja, um afluente do Rio Grande, a 450 km ao sul da cidade de Lima, em um vale estreito a 520 metros.
 
Muito visitada por turistas de todas as partes do mundo, interessados em suas famosas linhas misteriosas, Nazca tem outras atrações!
 
Com complexos aquedutos, utilizados para extrair água do deserto e imponentes pirâmides perdidas no meio das dunas, fica em uma importante rota para quem viaja pelo Peru, entre as importantes cidades de Cusco, Arequipa e Ica.

 


MACHU PICCHU BRASIL


Ver Linhas de Nazca num mapa maior

LINHAS DE NAZCA

A partir do vôo de 30 minutos podemos ver as impressionantes e majestosas Linhas de Nazca, são desenhos esculpidos nas encostas das montanhas e nas areias do deserto de Nazca ocupando uma área de 500km2, cada manobra do avião ficamos mais deslumbrados com a visão e tentando compreender os fatores que levaram uma antiga civilização fazer grandes sulcos na areia, de aproximadamente 1m profundidade que seguem por quilómetros, formando uma infinidade de desenhos geométricos, representando figuras humanas, animais terrestres e marinhos, aves, peixes e arvores, e muitos outros de até 300m de extensão, a aranha, a baleia, o macaco, flamingo e uma deslumbrante figura do astronauta, o maior de todos é o colibri com 300m e muitos outros com inacreditáveis dimensões, que somente podem ser vistas por avião e é incrível a nitidez das linhas vistas do espaço, é um passeio fantástico e inesquecível.

AQUEDUTOS DE CANTAYO

Em apenas 4km a leste de Nazca, estão os aquedutos de Cantayo, uma rede de canais subterrâneos que captam a agua das montanhas dos Andes para subsistência do povo, proporcionando o plantio de milho, batata, algodão, feijão e etc.

Os aquedutos foram construídos pelos Incas  300ac a 700ac., que mostram a cultura e o impressionante obra  da civilização que habitava a região.

Apesar dos terremotos, atualmente existem mais de 30 canais em perfeita conservação e ainda usados pelos agricultores para irrigar o terreno do deserto de Nazca.


CEMITÉRIO ARQUEOLÓGICO DE CHAUCHILLA

Há 27km de Nazca, pouco mais a frente encontramos a Necrópolis de Chauchilla, um cemitério arqueológico Pré-Inca de mais de 200dc, do período da civilização Icachincha com 2 km de extensão.

Apesar dos saqueadores terem arrombado as tumbas em busca de ouro e prata devido o fato de que as múmias eram enterradas com todos seus pertences, atualmente podemos encontrar múmias de adultos e crianças em perfeito estado de conservação como foram enterradas em posição fetal entrelaçadas em têxteis e cerâmicas da época da cultura pré-Inca. Tal conservação é devido ao clima seco e desértico da região e de técnicas de mumificação usadas pelo povo Nazca para preservar seus entes queridos para a prosperidade.

Recomendações

Os meses de Julho, Agosto e Setembro são meses de fortes ventos, onde pode causar atrasos e até cancelamentos.

Na Mala

Nazca é uma região desértica e seca, e como tal, exige alguns cuidados especiais, a despeito do pouco tempo que a maioria dos viajantes despende na cidade e seu entorno. Alguns itens são obrigatórios e outros nem tanto, mas é melhor você se preparar, levando:

• Cremes e loções hidratantes, para combater o clima seco e suas consequências para lábios, pele e mãos.
• Cantis ou recipientes para levar água e líquidos durante o voo e os passeios.
• Leve remédios básicos, como aspirinas, pomadas para contusões, antiinflamatórios, entre outros. Nazca é uma cidade pequena e não conta com a infraestrutura de uma grande capital.
• Leve binóculos e objetos que permitam enxergar bem as linhas, seja sobrevoando-as ou realizando algum dos passeios por terra. Garanta também uma boa câmera, com alta definição de imagem, para capturar boas fotos das misteriosas gravuras no deserto.

Pacotes

2016 - Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por: