Lago Titicaca

PUNO E O LAGO TITICACA - A IMENSIDÃO DAS ÁGUAS NO TOPO DO MUNDO


No alto da cordilheira, o imenso Titicaca é uma das principais opções dos turistas que viajam através do Peru. Próximo dele, a bonita cidade de Puno reserva aos visitantes algumas surpresas também, além de fornecer um posto avançado de conforto para os viajantes que querem conhecer a árida região do lago .
 
Uma das atrações mais procuradas em toda a América Latina, o Lago Titicaca é o mais alto do mundo, está dentro de uma região desértica e árida e no topo da maior cordilheira das Américas. Mas tudo isso não é nem metade do que se pode ver no lago e também na região – bem como na principal cidade em seus arredores, Puno.

O Lago Titicaca é uma viagem de contemplação – turistas veem ali paisagens, costumes, acontecimentos e belezas que não podem ver em nenhum outro lugar do mundo.

Os passeios são, muitas vezes cansativos, em razão das distâncias percorridas no clima seco, porém bastante frio, e também rústicos, como os povos que habitam a região há mais de mil anos.

Contudo, o visitante dessa região não precisa passar por apertos e pode ter algum conforto garantido, hospedando-se em hotéis recomendados por agências especializadas, como a Machu Picchu Brasil Viagens, recorrendo a pacotes que ofereçam toda a infraestrutura e apoio necessários e também usando nossas dicas, que seguem agora, para organizar seus passeios, planejar suas refeições e até mesmo fazer uma comprinhas para amigos e parentes.

 

O berço de tudo

Segundo lendas andinas, as águas do Lago Titicaca deram origem à própria civilização inca.

A região toda foi dominada pelos incas desde o século VII até a chegada dos espanhóis às águas do lago.

Os diversos povos que ainda habitam as águas, as ilhas e o entorno do lago possuem culturas variadas – parte delas influenciadas por incas e colonizadores, mas algumas delas de milênios atrás.

O lago é imenso e suas águas calmas e tranquilas – poucos se dispõem a contornar todo o perímetro do lago, entre os maiores do mundo, mas algumas atrações para quem visita a região são imperdíveis, Veja ao lado em Atrações ..


Ver Lago Titicaca num mapa maior

ILHAS FLUTUANTES DE UROS

A atração principal do Lago Titicaca no Peru são as ilhas flutuantes dos UROS , um povo exótico do período pré-Incaico que construíram suas ilhas de totora , planta aquática com hastes grossas parecida com cana-de-açúcar oca, amarrada aos feixes com cordas e madeira, sobrepostas em camadas  formando a base das ilhas, e sobre a ilha são construídas as casas, ao passar do tempo, apodrece a camada embaixo da agua,que é substituída por outra camada na superfície, e assim perpetua a ilha, é muito resistente e surpreendente a construção dos Uros , as casas tem todo o aparato para viver uma família, até um fogão de pedra que serve para cozinhar e como refugio das aguas frias do Titicaca. A raiz da totora também é usada como alimento, os talos servem como chás, as folhas e flores como remédios.


Os Uros vivem exclusivamente de pesca, caça das aves e do turismo, onde vendem seu artesanato diferenciado e bem exclusivo.
Além das ilhas e casas também são construídos seus barcos de totora , grandes para adultos e menores para as crianças. E um povo que vive isolado , enorme espirito familiar, nômades, lendários e totalmente originais no seu modo de viver,  se locomovem em seus barcos, e vivem dos recursos do Lago Titicaca, linguagem própria e usam de muita simpátia com os visitantes/
Vestidos sempre tradicionais, bem coloridos como todo peruano nativo.
Além de todo encantamento não saia de lá sem dar uma voltinha em um de seus barcos.

 

TAQUILE

Uma das grandes ilhas naturais, possui tecelões locais que produzem algumas das melhores peças de vestuário do país de forma completamente artesanal.

Chegar na Ilha Taquile é se deparar com um hábito de vida bem diferente do que estamos habituados, os taquilenhos possuem um jeito peculiar de se vestirem, onde cada vestimenta (ou forma de usa-la) possui um significado.

É um povo bastante tradicional, que tem na área têxtil a maior representação de sua arte e cultura. Essa ilha tem como forma principal de sua economia a agricultura (feita em suas terraças) e o turismo comunitário.
 

AMANTANI

Abriga dois importantes sítios arqueológicos e muitas lendas e histórias.

Localizada a quase 4.000 m.a.n.m, seus habitantes se dedicam ao turismo vivencial. As aldeias de Amantani abrem suas casas para receber os turistas, que passam a noite por lá e participam de suas festividades, além de conhecerem melhor esta cultura tendo, sem dúvida, uma experiência única.

ISLA DEL SOL

Atualmente habitada por aymarás e quéchuas, a ilha tinha um significado especial e mágico para os incas, abrigando muitos de seus santuários ao Deus Sol e até hoje possuindo antigas relíquias dessa civilização.

As margens do lago ao longo de seu contorno também oferecem ao turista paisagens inebriantes e o contraste do calor e aridez do deserto com as águas intermináveis e calmas do lago – um lugar ideal para meditar e passar o tempo.


NA MALA

Puno e o Titicaca estão em uma região bastante desértica do Peru, além de estarem situados a uma enorme altitude.

Além de mudas de roupa suficientes para enfrentar o frio da região em combinação com a seca, vale também levar:

 

  1. Hidratantes, cremes e emulsões para combater lábios e pele ressecados.
  2. Medicamentos básicos e remédios contra enjoo e efeitos da altitude (guias podem informar a respeito). Alguns também levam acessórios de dilatação nasal, para aumentar a oxigenação.
  3. Chapéus e bonés para evitar a incidência direta do sol, muito claro e brilhante.

Pacotes

2016 - Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por: